• E de que tecido compro o meu sofá?

    Quando nos decidimos a comprar um sofá ou uma poltrona, as dúvidas sobre o design, a cor ou o modelo costumam ser as primeiras que nos assaltam. Contudo, um fator muito decisivo e que por vezes não temos tanto em conta é o tipo de tecido do próprio sofá, que tem um papel importante no ambiente e na decoração final. Por outro lado, se houver crianças ou animais de estimação na casa ou se o queremos para um local de uso público, como uma cafetaria, devemos ponderar bem o tecido que melhor se adequa às suas necessidades.

    catalogo-tejidos-sofa

    Aquaclean, o tecido que se limpa com água, apresenta-lhe (da esquerda para a direita) as suas coleções Kabuki, Haruka, Mika e Matsue.

    Por isso damos-lhe aqui algunas noções básicas sobre os tipos de tecido que pode encontrar quando decidir comprar um belo sofá, bem como alguns conselhos sobre qual é o mais adequado em cada caso, as diferenças de preços e o cuidado de que cada um deles necessita.

     

    Quantos tipos de tecidos para sofás posso encontrar no mercado?

    De facto, os tecidos que costumam ser utilizados para estofar sofás e poltronas são pele natural (também chamada couro), pele combinada ou polipele (pele sintética) e, se falamos de tecidos, podem ser de fio natural ou com sintéticos. É importante que saiba que, consoante o material para que se incline, variam a variedade de estampados e cores, bem como a durabilidade no tempo. Portanto, há que estar atento.

     

    Sofás estofados em pele e pele sintética

    Em primeiro lugar, começamos com os sofás estofados em pele. Trata-se de um material natural, semi-transpirável e flexível, isto é, que se adapta muito bem ao corpo, o que faz dele um dos materiais mais confortáveis. Por se tratar de um material único (uma pele nunca é igual a outra), é possível obter sofás diferentes, sendo do mesmo modelo ou da mesma casa, desde que estejamos a falar de pele natural e não de pele sintética, claro.

     sofa-decoracion

    Embora costumem ser sofás muito confortáveis, deve ter-se em conta o uso que vamos dar-lhes e, sobretudo, o clima em que nos encontramos. A quem nunca aconteceu sentar-se no verão, a 40º, num sofá de pele e ficar literalmente colado? É verdade que, em climas quentes, não é a melhor das opções, pois é um material que provoca calor, pelo que é mais recomendável usá-lo em climas mais frios, para não acordar depois de uma sestazinha literalmente agarrado ao seu sofá.

    Se é uma daquelas pessoas que procuram um toque de elegância, os estofos de pele em sofás são um must. Se, por exemplo, está a decorar uma divisão como zona de leitura, uma sala de reuniões ou similar, uma poltrona em pele é, sem dúvida, a opção mais apropriada.

    Outro ponto a favor é que a pele é um material bastante fácil de limpar, pois não costuma absorver os líquidos, pelo que é maior a sua duração no tempo em boas condições pelo que, se vai ter muito uso, é mais uma vantagem a ter em conta.

    Por fim, em termos de preço, a pele costuma situar-se entre os materiais mais caros e, depois de tudo o que acabamos de dizer, entenderás porquê. Contudo, se procura realmente uma decoração mais distinta, requintada ou diferente, deve optar, sem a menor dúvida, por este material.

     

    Sofás de tecido têxtil natural ou com sintéticos

    Passando para a secção de estofos com tecido, encontramos tecidos naturais, sintéticos ou com uma mistura de ambos. Para saber de que tipo de pano se trata, devemos investigar que fibras foram utilizadas na sua composição.

     tapizados-de-sofa

    Aquaclean, o tecido que se limpa com água, apresenta as suas coleções Matsue e Nanao (514) do Book 16 Fashion&Love by Visual Textures.

    Por um lado, temos as fibras sintéticas, que se obtêm misturando e sintetizando diferentes compostos químicos, isto é, não provêm em caso algum de materiais que encontramos na natureza. As fibras deste tipo formam tecidos muito resistentes e são fáceis de tingir, pelo que se pode encontrar uma gama de cores muito ampla, ao contrário dos tecidos de pele. Ao estofar sofás, não se utilizam tecidos 100 % sintéticos, que são, pelo contrário, misturados com fibras naturais, para que o aspeto e o tato sejam agradáveis. Entre as fibras sintéticas mais comuns, encontram-se o acrílico, la lycra, o nylon ou o poliéster.

    Pelo contrário, as fibras naturais são as de origem animal ou vegetal, como a lã, a seda, o linho ou o algodão. O mais utilizado pela sua versatilidade para estofar sofás é o algodão, por ser muito flexível, fresco e resistente à fricção, emboras seja verdade que costuma perder cor com o passar do tempo e engelha-se mais facilmente.

    Por outro lado, tal como sucede quando cai uma nódoa numa T-shirt de algodão, a sua limpeza não é tão fácil como no caso da pele, embora também seja certo que, com o passar do tempo, se têm inventado formas para que tirar os forros e lavá-los seja mais simples.

     tejidos-sofa

    Da esquerda para a direita: coleções Linova 510, Novara 11, Amane AC 323, Eternity 514, Siena 62, Eternity 112 e Solara 01 de Aquaclean, o tecido que se limpa com água.

    No mundo do tecido têxtil tem-se avançado muito, conseguindo múltiplas combinações com fibras naturais e sintéticas que resultam numa grande variedade de tecidos, com a vantagem adicional de terem preços muito mais económicos que a pele. Por outro lado, tecnologias como Aquaclean, o tecido que se limpa com água, (ligação à galeria de nódoas), conseguiram que os sofás com tecidos têxteis sejam tão fáceis de limpar como os de pele, pelo que, se procura um estampado ou uma cor determinados e não quer gastar demasiado dinheiro, os tecidos têxteis para o seu sofá são sem dúvida a melhor das opções.

     

    Portanto, o melhor tecido para o meu sofá é…

    Na verdade, não há um tecido melhor ou pior, como já se apercebeu, todos têm os seus prós e os seus contras, e o que deve fazer é analisar os diferentes fatores que já referimos, tendo em conta que o sofá é um sítio onde é costume passar muitas horas e é um móvel com grande peso no conjunto da decoração de um ambiente.

    E, agora que já sabe tudo isto, só lhe resta decidir qual é a melhor opção para si. Diga-nos: que tipo de tecido tem nos seus sofás? Porque escolheu esse? Algum lhe agrada mais do que outro?

    Volver